Fechar
Metadados

Área de identificação
Tipo da ReferênciaConference Proceedings
Sitemtc-m16c.sid.inpe.br
Código do Detentorisadg {BR SPINPE} ibi 8JMKD3MGPCW/3DT298S
Identificador8JMKD3MGP8W/34DPBPH
Repositóriosid.inpe.br/mtc-m18@80/2008/12.18.18.04
Última Atualização2020:11.19.12.00.49 marciana
Metadadossid.inpe.br/mtc-m18@80/2008/12.18.18.04.48
Última Atualização dos Metadados2020:11.19.12.00.49 marciana
Chave SecundáriaINPE--PRE/
Rótuloself-archiving-INPE-MCTIC-GOV-BR
Chave de CitaçãoSantosSáCastMaci:2008:FoMiAl
TítuloFonte de Microondas de Alta Potência na Configuração Vircator de 1GW/2GHz
Ano2008
Data24 - 26 set.
Data de Acesso03 dez. 2020
Número de Arquivos1
Tamanho801 KiB
Área de contextualização
Autor1 Santos, Alexandre
2 Sá, Benedito
3 Castro, Joaquim José Barroso de
4 Maciel, Homero
Grupo1
2
3 LAP-CTE-INPE-MCT-BR
Afiliação1 Instituto de Aeronáutica e Espaço
2 IAE/ITA
3 Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
4 Instituto Tecnológico de Aeronáutica
Nome do EventoSimpósio de Aplicações Operacionais em Áreas de Defesa, 10 (SIGE).
Localização do EventoSão José dos Campos, SP
Histórico2008-12-18 18:04:49 :: simone -> administrator ::
2018-06-04 04:06:09 :: administrator -> marciana :: 2008
Área de conteúdo e estrutura
É a matriz ou uma cópia?é a matriz
Estágio do Documentoconcluido
Estágio do Documentonot transferred
Transferível1
Tipo do ConteudoExternal Contribution
Tipo SecundárioPRE CN
ResumoDesde a descoberta da relação de Child-Langmuir (1911) sabe-se que ao se exceder o valor da corrente limite em um diodo tem-se a formação de um catodo virtual. A partir daí vários estudos foram efetuados abordando as características de fluxos de cargas que ultrapassam os valores limites. Os primeiros trabalhos que apresentaram a utilização da oscilação do catodo virtual para produção de microondas ocorreram no final dos anos 70, iniciando a história do vircator e sua utilização como fonte de microondas de alta potência (pico potência > 100MW). Comparado com outras fontes de microondas de alta potência, a grande desvantagem apresentada pelo vircator era seu baixo rendimento (a conversão de energia dc do feixe injetado em energia de rf de saída), inferior a 5%. Assim, as diferentes configurações que foram propostas tinham como objetivo principal elevar esse rendimento, como por exemplo, o reditron (reflected electron discrimination tube) que apresentou rendimentos da ordem de 6%, ou mais recentemente o vircator coaxial e o vircator com dois feixes em contrafluxo, com os quais se obtiveram rendimentos da ordem de 10%. O vircator é um dispositivo construtivamente simples que, entretanto, apresenta uma dinâmica de funcionamento com fenômenos físicos fortemente não lineares. Essa não linearidade faz com que tanto a previsão como a interpretação dos fenômenos observados seja bastante complexa. No cerne dessa dinâmica tem-se o comportamento de um feixe de elétrons relativísticos percorrendo uma região, a qual possui um valor associado de carga espacial limite inferior à quantidade de cargas presentes no feixe. Dessa forma tem-se a formação de um catodo virtual e a ação desse catodo virtual leva, por sua vez, a separação do feixe de elétrons em uma parcela transmitida e outra refletida. São as interações dessas duas parcelas do feixe com o catodo virtual, somada à influência das realimentações provenientes de uma cavidade ressonante, que geram a radiação de microondas desejada. Nesse trabalho explora-se com o código Karat a configuração com dois feixes em contrafluxo determinando a influência que a variação de determinados parâmetros exercem no desempenho do sistema. O Karat é um código que utiliza o método PIC (particle in cell) para efetuar a simulação das partículas em um ambiente eletromagnético e relativístico. Trata-se de um código já consagrado e utilizado em diversas publicações internacionais. Nesse processo de investigação chegou-se a uma configuração de vircator capaz de gerar um sinal de 2GHz com potência de 1GW. Considerando simulações com injeção direta de energia, através da definição arbitrária dos feixes de elétrons, obtiveram-se rendimentos da ordem de 32%. O objetivo atual é obter rendimentos dessa ordem utilizando uma estratégia de simulação mais condizente com a operação real deste tipo de dispositivo. Essa nova estratégia consiste em considerar o sistema alimentado por um pulso de tensão que é responsável por gerar os feixes de elétrons acelerados. São apresentados nesse trabalho resultados recentes obtidos com a utilização dessa estratégia de simulação.
AreaFISPLASMA
Conteúdo da Pasta sourcenão têm arquivos
Conteúdo da Pasta agreementnão têm arquivos
Área de condições de acesso e uso
Idiomapt
Arquivo Alvosantos_fonte.pdf
e-Mail (login)marciana
Grupo de Usuáriossimone
administrator
Visibilidadeshown
Permissão de Leituraallow from all
Área de fontes relacionadas
Unidades Imediatamente Superiores8JMKD3MGPCW/3ET2RFS
Acervo Hospedeirosid.inpe.br/mtc-m18@80/2008/03.17.15.17
Área de notas
Campos Vaziosaccessionnumber archivingpolicy archivist booktitle callnumber copyholder copyright creatorhistory descriptionlevel dissemination doi e-mailaddress edition editor electronicmailaddress format isbn issn keywords lineage mark mirrorrepository nextedition notes numberofvolumes orcid organization pages parameterlist parentrepositories previousedition previouslowerunit progress project publisher publisheraddress readergroup resumeid rightsholder secondarydate secondarymark serieseditor session shorttitle sponsor subject tertiarymark tertiarytype type url versiontype volume
Área de controle da descrição
atualizar 

Fechar